Calos da Fala
  

 

Naquela hora em que tudo pode ser

Naquele instante que é portal

Naquele segundo que não se repete;

Com quem a gente fala?

Naquele segundo que vira minuto

Naquele instante que vira momento

Naquela hora que vira historia;

Com quem a gente fala?

Naquela taça que embriaga a alma

Naquele batom que se mistura ao sangue

Naquela cama de lençois cor Nirvana;

Quem a gente chama?

E pra festa com alegria de graça?

E pra ceia com velas e delicias?

Manjares sem deuses e com magias?

Pro baile de pés descalços sem meia noite marcada?

Quem a gente convida?

E para o desperdicio de mim? Você paga?

(a quem reclamo?)

Vitoria Maria



Escrito por Vitória Maria Barbosa às 17h26
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO



OUTROS SITES
 Retalhos de Impressões- Vitória Maria
 Eu- Blog de Wal 2007
 O Quereres- Renan Barbosa
 Visu- Mauro Siqueira
 Bog do Osvaldo Barreto
 Leandro- Um poeta todo prosa
 Veneza de Brasileiros- Parceria de overmanos


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!